Deus não é padrinho de ninguém!



                                                                     Texto de Denise Alves


Lembra da expressão “Você sabe de quem eu sou filho?” tão usada em blitz, balcões e portarias com o intuito de garantir privilégio imerecidos, driblar a lei, ser indevidamente favorecido....? Então.... ela não se aplica a Deus.
Digo isso porque tem crente que acha que o fato de ser filho de Deus lhe garante um passe livre ao abuso, que qualquer ato será relevado por medo do 'padrinho' vir tirar satisfação... entende.... Só que aqui cabe uma importante observação: Deus é Pai não padrinho de ninguém.
Ele não está aqui para proteger e colocar panos quentes amenizando a situação e garantindo impunidade, muito pelo contrário, como Pai ele é o primeiro a corrigir “aquele que ama” (HB 12.6), o privilégio de ser filho e portanto livre, segue acompanhado da responsabilidade do bom uso dessa liberdade: “Vocês estão livres da lei, porém isso não quer dizer que estão livres para fazer o mal” (1 PE 2.16).
E essa foi uma regra ignorada por Israel quando da posse da terra prometida. Leia com atenção o que Deus diz:
Então quando o Senhor, o seu Deus, os tiver expulsado da presença de vocês, não fiquem pensando: 'O Senhor me trouxe aqui para tomar posse da terra por causa da minha justiça'. Não é por causa disso, mas por causa da maldade dessas nações que o Senhor vai expulsá-las de diante de vocês. (DT 8.4)

O que mais uma vez reforça a coerência bíblica ao afirmar que Deus não faz acepção de pessoas (AT 10.34-35), o que ele procura é um coração disposto a obedecê-lo, não apenas de palavras, mas em obra e verdade. “Disse Jesus, Minha mãe e meus irmãos são todos aqueles que ouvem a mensagem de Deus e a praticam” (LC 8.21), tendo em vista que “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus” (MT 7.21).
Desse modo, podemos entender que Deus odeia o pecado e vai destruí-lo onde quer que esteja, seja no meio de um povo estrangeiro ou no meio do próprio povo. “Observem como Deus é bondoso e severo ao mesmo tempo. Ele é severo com aqueles que desobedecem e bondoso com vocês, se continuarem a amá-lo e a confiar nele.” (RM 11.22)

Então antes de bradar aos quatro ventos que você faz isso ou aquilo porque é filho de Deus, verifique se você não será o primeiro a receber o puxão de orelha.

Comentários recentes

Conheça a história da Assembléia de Deus de Sergipe



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!