5

Muitas vezes o egoísmo impera!!!

"Respondeu-lhes: Quem tiver duas túnicas, reparta com quem não tem; e quem tiver comida, faça o mesmo."(S. Lc 3.11)

  
     A nossa geração é marcada pela praticidade, nós queremos sempre o que é mais rápido, não é? O lanche mais rápido, o tratamento para cabelos com resultados rápidos, um salão de beleza com uma manicure e pedicure trabalhando simultâneamente, enquanto uma faz as unhas da mão a outra já está fazendo as dos pés, ufa! cansei só de pensar enquanto digito...
     Neste clima de rapidez deixamos de perceber detalhes que fazem toda a diferença em nosso cotidiano, na enquete que fiz e que alguns de vocês participaram pude perceber, que nem percebemos o zelador que limpa nosso condomínio, o funcionário da portaria, a vendedora da loja, aquela moça que limpa o banheiro lá no shopping, meu Deus será que isto não é egoísmo?!
     Valorizamos mais a posição do que o ser humano, corremos tanto que não percebemos o nosso egoísmo, e do menos esperamos o nosso querido João Batisata está falando: "Reparta..."(S. Lc 3.11)
     Repartir: verbo transitivo direto, que quer dizer- separar em partes, dividir por grupos,distribuir, dividir.(Aurélio Júnior)
     Repartir o quê? Sua atenção, seu carinho, suas roupas, sapatos, comidas...O que você pensa disto?
     Muitas vezes só abraçamos com carinho a quem temos grande amizade, mas, tem alguém lá na faculdade, na igreja, na escola, na vizinhança, que precisa de um terapêutico abraço seu, já olhou seu guarda roupa? Opa!!! Quanta roupa sem usar, seria nova no guarda roupa de quem precisa, e o seu armário como está?! Não deixe nada mofar, existe alguém que aproveitaria muito bem esse alimento que você nem dá tanto valor!
     É meus queridos, este foi o discurso do corajoso  do profeta João Batista a um povo que dizia ser filho de Abraão, mas suas atitudes muitas vezes não demonstrava tal afirmação. E nós somos filhos de Deus, não é verdade? Minhas palavras concordam com minhas ações?
     Lendo a revista Cristianismo hoje: Deparei-me com a expressão "Ser lagom é obedecer ao disposto em S. Lucas 3.11, onde o irmão Carlos Carrenho nos fala deste termo, ser lagom, ela morou na Suécia por 13 meses, e dentre outros vocábulos lagom chamou sua atenção. Lagom trata-se de um adjetivo que significa algo como "perfeitamente suficiente" ou o necessário, nem mais, nem menos.Por exemplo, digamos que esteja jantando na casa de um amigo e o anfitrião pergunta se você gostou da comida e se quer mais. Um sueco responderia que o que comeu foi lagom, ou seja, em quantidade perfeita, adequada.
     Se olharmos para origem da palavra, fica mais fácil a compreensão. De acordo com com o senso comum, lagom é uma contração de laget( em torno do grupo), outra explicação etimológica definida pela academia sueca, afirma que lagom se origina da palavra leg = lei em português, referindo-se neste caso, à lei do senso comum.
    De qualquer maneira,lagom possui uma referência intrínseca à igualdade e, portanto, ao cuidado e respeito ao próximo.
     Lagom é a quantidade adequada que nós devemos consumir para que o próximo possa ter acesso a mesma quantidade, ou seja é o quanto eu PRECISO, sem exageros, sem prejudicar ninguém e sem deixar alguém sem nada, segundo Carlos Carrenho, esta é a versão sueca das palavras de João Batista em Lucas 3.11.
    Que diferença  da nossa latinidade, não é? Onde mais é sempre melhor , mesmo que alguém que vem depois fique sem nada?
     Então não vamos esperar o natal, quando todo mundo fica bonzinho, pra pensar no outro, vamos ser lagom agora e sempre, façamos aos outros o que queremos que os outros nos faça, vamos vencer o mal(egoísmo) com o bem(generosidade).
     Um abraço!

5 comentários:

  1. Isso me lembra também o episódio de Êxodo com o Maná: Ex 16.15-18: E, vendo-a os filhos de Israel, disseram uns aos outros: Que é isto? Porque não sabiam o que era. Disse-lhes pois Moisés: Este é o pão que o SENHOR vos deu para comer.

    Esta é a palavra que o SENHOR tem mandado: Colhei dele cada um conforme ao que pode comer, um omer por cabeça, segundo o número das vossas almas; cada um tomará para os que se acharem na sua tenda.

    E os filhos de Israel fizeram assim; e colheram, uns mais e outros menos.

    Porém, medindo-o com o ômer, não sobejava ao que colhera muito, nem faltava ao que colhera pouco; cada um colheu tanto quanto podia comer.


    NEM MAIS, NEM MENOS.

    ResponderExcluir
  2. Que interessante! Eu desconhecia essa expressão "lagom"! Gostei muito de saber! Essa postagem coaduna perfeitamente com a Palavra do Senhor, inclusive, quando trata sobre o Fruto do Espírito! A saber:
    “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: caridade (amor), gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra essas coisas não há lei.” Gl 5.19-23

    ResponderExcluir
  3. Denise que complemento maravilhoso você fez desta postagem!!! A palavra de Deus é realmente maravilhosa e que bom ver pessoas dedicadas com o dom da palavra, vai nesta tua força!É sempre um grande prazer receber seus comentários!!!Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  4. Olá Evelyn, querida conterrânea, que a paz esteja sempre contigo!Que comentário maravilhoso e enriquecedor! Deus continue te usando um forte abraço!

    ResponderExcluir
  5. Como professora, infelizmente, eu cruzo com o "egoísmo"!!! Justamente em uma meio onde deveria haver mais doação de cada um!

    Abraços!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, volte sempre!

Comentários recentes

Conheça a história da Assembléia de Deus de Sergipe



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!